Natal/RN - Brasil | Seja bem-vindo!

J. J. Eternamente Mecao

JA slide show

Feliz aniversário!

O Presidente, Jussier Santos, muda de idade nesta terça-feira. O eterno Presidente comemora mais um ano de vida, trazendo a felicidade estampada no rosto dos seus familiares e amigos. Eu tenho o previlégio de ser amigo do Dr. Jussier Santos, um dos maiores Presidentes da História do nosso clube. Parabéns Presidente, e que Jesus e Nossa Senhora de Fátima lhe protejam sempre, com saúde e muita paz.

Hoje também é o Aniversário de um  amigo, que não converso já há um bom tempo. Parabéns para o amigo, Claudio Serra, que Deus o proteja, e que você possa ter muitos anos de vida.

 

Agora é o Confiança - Campeonato do Nordeste

América joga quarta-feira contra o Confiança
Dia 11/02 | Arena Das Dunas |  16:30h | América x Confiança.
Árbitro: Crizaldo L. M. de Pace França/PE.
Assistente 01: Kilden Tadeu Moraes de Lucena/PE.
Assistente 02: Luiz Felipe Gonçalves Correia/PE.
Quarto árbitro: Ítalo Medeiros de Azevêdo. De olho nele!

Roberto Fernandes, apesar de não divulgar a equipe, deverá promover o retorno de, Cascata, que foi poupado no jogo diante do Corintinhans; e Thiago Dutra, deve atuar, já que, Zé Antonio Paraense, ainda é dúvida.

Busatto, Walber, Flavio Boa Ventura, Zé Antonio Potiguar e Artur Henrique; Judson, Thiago Dutra, Maguinho e Cascata; Thiago Potiguar e Max.

Ingressos na sede administrativa no Tirol. Setor Leste Inteira R$ 30,00; meia-entrada R$ 15,00. Os mesmos preços para o setor Noroeste onde ficará a torcida visitante. Área Premium Inteira R$ 70,00.; meia-entrada R$ 35,00.

O jogo Baraúnas x América deverá ser realizado no Iberezão. O promotor público tem um parecer totalmente desfavorável a realização do jogo em Macau no período Carnavalesco.

 

América Futebol Clube - 100 Anos de glórias - Capítulo XI

Equipe de 1953:
Gerin, Artemio e Cuíca; Dico, Zé Dias e Raminho; Nilson, Dieb, Gilvandro, Wallace e Dudé.

Equipe 1954:
Gerin, Artêmio e Barbosa; Reinaldo, Pretinha e Dico; Pedro Humberto, Franklin, Barbosinha, Renato e Pedro Diebe.

Equipe 1955:
Gerin, Papagaio e Dico; Dico, Abel e Raminho; Gilvan, Juarez, Saquinho, Walace e Gilvando.

Equipe 1956:
Cristovam Mauricio e Hervin; Papagaio Edvaldo Menezes e Dico; Gilvan, Juarez, Saquinho, Walace e Pevê.

Equipe 1957:
Marçal, Mauricio e Chico; Papagaio, Edvaldo e Mauro; Gilvandro, Juarez, Saquinho, Walace e Cezimar.

O América conquistou o Bi-Campeonato e, pela primeira vez, eu estava presente aos cinco anos de idade no Juvenal Lamartine acompanhado do meu irmão, Waldir. Saquinho, marcou os dois tentos do América na vitória de 2x1 sobre o rival.

No próximo capítulo, o lincenciamento após as lambanças de 1959. Atitude convarde do goleiro, Ribamar, que aproveitando que o meu irmão, Edvaldo, estava sentado no gramado tirando a chuteira, por trás, pulou e pisou no pé do zagueiro rubro, provocando fratura nos quatro dedos do pé direito do meu irmão. E a arbitragem, facciosa, do jogo da decisão. O América, marcou 5 gols, valeram 3, o rival marcou 3 e o arbitro contou 4. Naquela época, era um futebol "me engana que eu gosto". A "funerária" mandava na Federação.